Soberano Grande Comendador faz palestra sobre o Supremo Conselho do Rito Escocês

14 de julho de 2021

O Soberano Grande Comendador do Rito Escocês Antigo e Aceito (REAA) da Maçonaria para a República Federativa do Brasil, Irmão Jorge de Andrade Lins, realizou uma palestra com o tema “Supremo Conselho”. O encontro que ocorreu de maneira telepresencial na noite do dia 30 de junho e contou com a participação de mais de 120 Obreiros de diversas cidades de Mato Grosso e de outros Estados. 

 

Durante a exposição, o Soberano Grande Comendador explicou a estrutura, as particularidades e os requisitos para a regularidade da instituição que ajudou a construir a história da Maçonaria no Brasil.

 

O palestrante ainda abrilhantou os presentes com o percurso que o Supremo Conselho percorreu desde o ano de 1832 quando o Irmão Francisco Ge Acayaba de Montezuma, depois Visconde de Jequitinhonha, então no exílio, recebeu do Supremo Conselho dos Países Baixos (hoje a Bélgica), uma carta de autorização para instalar um Supremo Conselho do Rito Escocês Antigo e Aceito no Brasil.

 

Ressaltou que todo Supremo Conselho regular deve seguir requisitos e os estatutos das Grandes Constituições de 1726, inscritos pelo Supremo Conselho de Charleston, início da genealogia que legitima as instituições por todo o planeta. “O Brasil recebeu a carta constitutiva da Bélgica e a partir daqui foram fundados os Supremos Conselhos em outros países da América do Sul".

 

Jorge Lins falou também sobre a diferença entre as datas fundação e instalação do Supremo Conselho no Brasil e a relevância de seus membros ativos. “O Supremo Conselho foi fundado em 1829, mas a instalação ocorreu em 1832. Consta em seu estatuto que enquanto existir um membro efetivo, o Supremo Conselho continua existindo. Por isso, o Irmão Montezuma já era o próprio Supremo Conselho antes de estar instalado".

 

Ao apresentar os fatos históricos, o Soberano Grande Comendador ressaltou a continuidade da instituição desde sua fundação, mesmo com as dissonâncias de algumas Potências no passado, que foram sendo resolvidas ao longo dos anos e demonstram vários frutos atualmente. “A partir de 1988 voltamos a receber os irmãos do GOB, Potência mater do país. Em 2001 vieram os irmãos do COMAB. Recentemente, os membros de um grupo extinto em Goiás vieram para o Supremo Conselho. Recebemos os irmãos dessas Potências há muito tempo".

 

Ele frisou ainda que o Supremo Conselho do Grau 33º do Rito Escocês no Brasil é o único representante que nunca faltou a uma Conferência Mundial e tem uma participação ativa na comunidade internacional. “O Supremo Conselho do Brasil é o sexto mais antigo do mundo, atrás apenas de EUA, França, Espanha, Bélgica e Irlanda. Somos o terceiro maior em número de membros, atrás apenas dos EUA. Contamos com 97 mil irmãos, sendo 33 mil ativos".

 

O Soberano Grande Comendador explicou a estrutura do Supremo Conselho, que é formado por pessoas e preza pela união de seus membros. “Há mais de 100 anos não existe uma disputa para o cargo de Grande Comendador. Todos são indicados de maneira pacífica. Essa escolha é fruto de anos de preparação para a função, com a participação do candidato em vários outros cargos. É necessário conhecer bem o país e boa parte do mundo para conseguir fazer um bom trabalho".

 

Ao final, os participantes puderam fazer perguntas e esclarecer dúvidas sobre a instituição que organiza e coordena os graus filosóficos do Rito Escocês no Brasil. Em uma das respostas, reforçou que muitos Irmãos que aparecem inativos estão frequentando os trabalhos e encontram-se nessa situação sem necessidade porque poderiam estar remidos: “Os Irmãos com mais de 65 anos de idade e que contribuíram nos últimos 5 anos podem buscar o benefício".

 

Sobre os planos para o futuro, o Soberano Grande Comendador falou do projeto de criar colégios de Irmãos dos Graus 33º. “A ideia é criar os chamados colégios de Inspetores Gerais para que em cada Estado ou grande cidade possa reunir os Graus 33 e dotar de conhecimentos que às vezes eles não tem. Temas como Maçons Operativos, diferenças de certos Corpos no mundo, a criação da Grande Loja da Inglaterra, ou seja, temas que possam incentivar a continuidade dos estudos desses irmãos".

 

Após a palestra, o Sereníssimo Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Piauí, Irmão Jarbas Nogueira Matias, agradeceu o convite e disse que estava muito feliz de ter a oportunidade de ouvir o Soberano Grande Comendador. Já o Sereníssimo Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso do Sul, Irmão Darcy da Costa Coelho, demonstrou a satisfação de participar da reunião virtual: “Eu me embebedei com a palestra do Soberano Grande Comendador. São verdades que ele traz sobre a história da filosofia maçônica que enriquecem muito nosso conhecimento".

 

O Secretário Executivo da Confederação Maçônica Interamericana, Irmão Geraldo Macedo, agradeceu a presença e disponibilidade do Soberano Grande Comendador em falar aos Irmãos mato-grossenses e visitantes. “Para nós é uma honra a sua presença. Receber um pouco da sua sabedoria e dos conhecimentos tão importantes. Aproveitamos para homenagear o belíssimo trabalho que o Irmão vem fazendo há tantos anos no Supremo Conselho. Muito obrigado por esse carinho, com todas as nossas Grandes Lojas, principalmente com a Grande Loja Maçônica de Mato Grosso".

 

O Eminente Grão-Mestre Adjunto, Irmão Pedro Calazans, cumprimentou os presentes e expressou a gratidão ao Irmão Jorge Lins pelo grande trabalho realizado em prol da Ordem Demolay no Brasil. “Não poderia deixar de destacar a admiração, gratidão e respeito que todos os maçons demolays tem por esse relevante trabalho. Sua palestra foi muito elucidativa, demonstrou seu conhecimento e o quanto merece estar nessa meritosa posição.” Ressaltou ainda que está sendo desenvolvido um trabalho em respeito ao incentivo para que os Irmãos continuem a caminhada nos graus filosóficos. “Uma das diretrizes da nossa gestão é incentivar a continuidade da importante caminhada para atingir os graus filosóficos para aprender um pouco mais sobre Maçonaria e, a partir do autoconhecimento, evoluir o próprio espírito”, disse Calazans. 

 

O Sereníssimo Grão-Mestre da Grande Loja Maçônica do Estado de Mato Grosso, Irmão Eleusino Leão, agradeceu o palestrante e todos os Irmãos presentes. Ressaltou que em breve estaremos todos juntos novamente. “Aprendemos um novo jeito de nos reunir para conhecer Irmãos de outros Estados e até de outros países. Abrir o nosso Compasso em um espaço maior. Vamos em frente, continuar trabalhando. A Ordem Maçônica, que é de muitos e muitos séculos, enfrentou tantas dificuldades e sempre resistiu. Vamos tomar todos os cuidados necessários e logo tudo voltará ao normal. Que o Grande Arquiteto do Universo abençoe a todos os Irmãos e suas famílias".

 

Matéria de André Barriento. 

Grande Loja do Estado de Mato Grosso
Emitido em 18/10/2021 21:41